Renovar a SFUAP

Manifesto “Renovar a SFUAP”

2021-2024 

Enquadramento

A SFUAP tem assistido no seu passado mais recente a um crescente desinvestimento em várias áreas da sua atividade que, histórica e estatutariamente, são pedras basilares da sua existência: degradação do património; acumulação de prejuízos e ausência de estratégias para os departamentos de desporto e cultura; falta de acompanhamento e visão estratégica para o campismo; distanciamento dos associados e falta de envolvimento com a comunidade.

A SFUAP tem sido gerida nos últimos 15 anos por um conjunto restrito de associados que, apesar da boa-vontade de alguns, têm revelado, genericamente, ausência de ideias e de dinâmica associativa, defesa de interesses alheios à coletividade e uma notória incapacidade de responder atempadamente a questões urgentes para o futuro da SFUAP.

A Assembleia Geral Extraordinária do dia 29 de outubro de 2020 foi espelho disso: os Órgão Sociais e a Mesa da Assembleia apresentaram a sua demissão e revelaram dificuldades no relacionamento interno entre os departamentos; e os sócios demonstraram intensamente o seu desagrado com a Direção e a ausência de visão estratégica para a coletividade. Para aqueles que gostam da SFUAP e contribuem regularmente com o seu tempo e empenho para a coletividade, certamente que a referida Assembleia ficou marcada negativamente nas suas mentes.

Urge, assim, dar um novo fôlego, com novas ideias e uma visão estratégica para modernizar a SFUAP. Para tal serve o presente Manifesto que visa compilar as sugestões dos seus subscritores.

Objectivos gerais

O peso da longa história centenária de qualquer coletividade é, certamente, motivo de orgulho, mas não é certamente garantia de longevidade e de sucesso nos tempos acelerados e de permanente inovação em que vivemos. Além da urgente modernização das suas infraestruturas, a SFUAP necessita renovar a sua capacidade interventiva junto da comunidade, com o dinamismo de ideias inovadoras, renovação das ofertas de atividades e eventos e motivação dos seus associados para usufruírem e ajudarem a construir o bem coletivo. 

O campismo tem-se relevado nos últimos anos uma área estratégica para a saúde financeira da SFUAP mas necessita de vários investimentos para melhorar as infraestruturas e adequar a sua atividade de turismo à legislação cada vez mais exigente, tendo sendo como pano de fundo a fragilidade ambiental e enquadramento complexo no território. Os seus utentes merecem melhores condições para usufruírem do espaço privilegiado que a SFUAP pode oferecer, ao mesmo tempo que teremos capacidade para atrair novos utilizadores com uma oferta turística e de lazer mais diversificada. 

Não menos importante, é conseguir um entendimento duradouro com os trabalhadores da SFUAP, ouvindo as suas críticas e investindo na sua formação e condições de trabalho, ao mesmo tempo que, em conjunto, avalia-se as tabelas salariais e as suas condições de uma forma sustentável. 

Acreditamos que as parcerias com outras entidades, nomeadamente os diferentes órgãos das autarquias locais, é um trabalho importantíssimo, desligado de interesses partidários, e onde o diálogo construtivo entre ambas as partes tenha um papel preponderante. Estamos igualmente cientes da necessidade urgente de encontrar um espaço para a sede e para algumas das suas atividades, como também a execução de obras de reparação e melhoramento de vários equipamentos. Para tal, os subscritores acham essencial iniciar rapidamente reuniões com a autarquia para definir estratégias em conjunto que visam colmatar as necessidades da coletividade e, ao mesmo, dotar o concelho de mais e melhores equipamentos culturais e desportivos. 

Nos tempos incertos em que vivemos atualmente, fruto da pandemia, os subscritores acreditam na necessidade do rigor orçamental e no investimento ponderado necessário para as múltiplas intervenções que são necessárias executar. Apesar da atual boa saúde financeira da coletividade, estamos cientes das incertezas do futuro e aconselhamos o agendamento dos investimentos necessários de uma forma sustentável para que a coletividade possa, futuramente, obter os proveitos que merece. 

O Manifesto sugere a aposta na comunicação da SFUAP, tanto interna, para os seus associados, como para o exterior, passando por um investimento na publicidade. Deverá ser divulgada de uma maneira consistente e ativa todas as atividades e diversificar os diversos canais de comunicação, com maior ênfase para as plataformas digitais e para a transmissão online das suas atividades. Queremos ainda modernizar a imagem da coletividade, mantendo as suas tradições, e adequar a comunicação a um leque mais vasto de gerações. 

Propostas

O Manifesto “Renovar a SFUAP” apresenta de seguida algumas propostas para o triénio 2021-2024. 

Património 

Parque de Campismo: 

  • Prosseguir com as obras propostas no plano de autoproteção aprovado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil; 
  • Projetar obras para novas infraestruturas, nomeadamente canalização e saneamento básico; 
  • Projetar melhorias e eventuais novos espaços de lazer, comércio e serviços para os campistas; 

Edifício da Sede Social e Escola de Música: 

  • Envolver a Câmara Municipal de Almada nas obras urgentes de conservação do edifício (propriedade da autarquia) 
  • Reunir com a CMA para planear a utilização e restauro do edifício, salvaguardando a continuidade das atividades da SFUAP; 
  • Projetar o aproveitamento do espaço da antiga sede, avaliando a necessidade da construção de uma nova sede nesse local; 

Teatro Garret: 

  • Apresentar projeto de restauro e utilização do edifício, recorrendo a linhas de apoios com fundos estatais e comunitários; 
  • Envolver as autarquias no processo, tendo em conta que o espaço irá melhorar a oferta de equipamentos culturais no concelho; 

Ginásio-Cine: 

  • Realizar obras gerais no edifício, nomeadamente na cobertura que necessita de obras urgentes; 
  • Projetar a instalação de painéis solares para produção de energia e aquecimento da água das piscinas; 
  • Dotar o palco de equipamento permanente de áudio e luz que permita a execução de vários tipos de espetáculos; 
  • Avaliar a viabilidade de execução de obras que permitam que o edifício passe a ter dois pisos para que se possa rentabilizar melhor o espaço; 

Piscinas: 

  • Estudo / análise, tanto técnica como financeira, para o encerramento da piscina da cave;  
  • Estudo para a reabilitação dos balneários, mais funcionais e apelativos, assim como os acessos à piscina, de forma a que os deficientes motores, possam utilizar;  
  • Nas duas piscinas (25 mt e Tanque) criar condições / estrutura para acesso de deficientes motores;  
  • Avaliar a viabilidade de execução de um elevador de acesso ao piso superior (ginásios), para acesso de deficientes motores;  
  • No piso superior, rentabilizar os gabinetes existentes e criar um Centro de Fisioterapia, ou realizar estudo operacional para a sua melhor execução. 

Campismo 

  • Reordenar todo o espaço (zonas de campismo, zona de lazer, outras) para que seja cumprida a legislação em vigor; 
  • Pedir parecer técnico-jurídico sobre a continuidade do Parque de Campismo no local onde se encontra para que se possam perspetivar futuros investimentos; 
  • Avaliar outro tipo de oferta de alojamento e a sua compatibilidade com a oferta existente na perspetiva de modernização turística do parque; 
  • Criação de mais zonas verdes no Parque de Campismo 
  • Na época de verão, criar atividades organizadas pelo DAD e seus técnicos, no âmbito da saúde física, assim como atividades aquáticas na praia, dirigidas aos utentes campistas. 

Desporto 

  • Avaliar e reorganizar toda a estrutura desportiva do momento, fazendo uma avaliação do que foi, o que é e o que queremos para o desporto na SFUAP, desde a Aprendizagem, Formação, Manutenção e terminando no Rendimento. 
  •  Modalidades de Rendimento (Natação, Ginástica e Judo), que sempre foram vistas como um tabu, devido ao receio no seu crescimento e por consequência o aumento dos seus custos. Não nos podemos esquecer do seu historial, o seu papel na divulgação da imagem da SFUAP, em termos regionais, nacionais e internacionais, tabu esse que passa pela sua viabilidade financeira. Para isso, uma das soluções poderá passar pela procura de apoios financeiros, junto das entidades oficiais (IPDJ, CMA e JF), assim como parceiros empresariais que queiram se associar aos nossos projetos desportivos; 
  • Criação de um Gabinete Técnico de apoio ao DAD, composto pelos principais técnicos de todas a modalidades existentes, no sentido de planear, sugerir e implementar novos modelos e projetos, sendo que alguns deles são comuns às várias modalidades, ocupando os mesmos espaços e princípios; 
  • Avaliar a viabilização de voltarmos a organizar as 24 Horas a Nadar, que seja um momento de mostrar a toda a comunidade o que é a SFUAP, englobando todas as atividades, tanto culturais como desportivas, como sempre foi essa a intenção; 
  • Por cada modalidade desportiva, planear anualmente um momento de demonstração das suas atividades aos familiares dos praticantes, por meio de Saraus e Torneios, como sempre o fizeram; 
  • Criar protocolos com escolas, colégios e ATLs para a realização de aulas e atividades desportivas nas instalações da SFUAP e apresentações nas instalações das outras instituições; 
  • Dinamização das apresentações de várias classes nas instalações do Parque de Campismo; 
  • Reativação da exploração do Bar da Piscina para que os associados tenham melhores condições e, simultaneamente, possa ser rentabilizado o espaço; 

Cultura e Recreação 

  • Diversificar a atividade cultural após a intervenção com duas obras essenciais: 
  1. Dotação do palco do Ginásio-Cine com o equipamento de luz e áudio necessários; 
  2. Restauro do Teatro Garret, projetando-o com um palco para utilização multiusos (música, teatro, dança, entre outros); 
  • Promover a realização de peças de teatro através de parcerias com companhias de teatro amador que podem utilizar o espaço para ensaios e atuações; 
  • Realização de espetáculos de música ao vivo para dinamização e rentabilização financeira dos espaços; 
  • Aumentar o número de atuações da Banda Filarmónica, criando um calendário fixo de atuações no Ginásio-Cine; 
  • Promover a participação da Banda Filarmónica em encontros e concursos de bandas em vários locais do país; 
  • Dinamizar as audições da Escola de Música, diversificando os espaços e prosseguindo com os atuais protocolos com autarquias; 
  • Organizar encontros que permitam a apresentação em conjunto de diversos grupos da coletividade, como é o caso das Galas da SFUAP; 
  • Disponibilizar o espaço para que a SFUAP ou outras associações possam usá-lo para diversas atividades, como sessões de poesias, espetáculos de dança, encontros, etc. Será uma forma de rentabilização financeira dos espaços; 
  • Disponibilização do Ginásio-Cine para a realização de feiras temáticas; 
  • Criar uma nova Sala do Associado e dinamizá-la com atividades propostas pelos associados: jogos de tabuleiros, xadrez, torneios de sueca, ateliers de artesanato, por exemplo; 
  • Dinamizar a participação nos desfiles das Marchas Populares de Almada; 
  • Continuar e melhorar a presença da SFUAP nas Festas da Nossa Senhora da Piedade, com stands que promovam as diversas atividades e com apresentações e demonstrações ao público; 
  • Reforçar a parceria com as autarquias nas apresentações públicas das diversas atividades em vários locais que não sejam apenas as instalações da coletividade; 
  • Promover a angariação de fundos nas apresentações das atividades da SFUAP, apelando à participação dos associados na recolha dos mesmos e, por exemplo, na doação de objetos que possam ser leiloados ou vendidos no decorrer das referidas apresentações; 
  • Criar protocolos com as autarquias e outras entidades para a apresentação em vários locais das atividades da SFUAP, a exemplo do que já acontece com o protocolo para a Banda Filarmónica com a CMA; 
  • Criar protocolos com escolas, colégios e ATLs para a realização de aulas e atividades culturais nas instalações da SFUAP e apresentações nas instalações das outras instituições; 
  • Dinamização das apresentações de várias classes nas instalações do Parque de Campismo; 

Recursos Humanos 

  • Identificar as necessidades de formação profissional dos trabalhadores, desenvolver planos de formação e executá-los; 
  • Avaliar e melhorar as condições de trabalho dos trabalhadores; 
  • Avaliar necessidades de entrada de novos colaboradores; 

Estatutos e Regulamento Geral 

  • Impedir quaisquer tipos de regalias nos membros dos Órgãos Sociais, nomeadamente descontos nas atividades campistas; 
  • Propor a realização de uma Assembleia Geral para a revisão dos Estatutos com o intuito de adequá-los à realidade atual. As propostas são: 
  • Reduzir o número de elementos da Direção: cada departamento passa a ter um vice-presidente e um diretor; o cargo de Secretário de Direção é extinto (passa a ser executado por um funcionário dos serviços administrativos); 
  • Limitação de mandatos de elementos dos órgãos socias, a exemplo do que acontece com a Assembleia da República e Autarquias Locais; 

Comunicação 

  • Redesenhar o logotipo e a imagem da SFUAP, mantendo as orientações indicadas nos estatutos; 
  • Criar uma equipa interna ou contratar externamente serviços de comunicação com uma função mais ativa e constante na comunicação com o público em geral e com os associados; 
  • Renovar o design do site e permitir a edição de conteúdos para os vários departamentos; 
  • Uniformizar a presença da SFUAP nas redes sociais (Facebook, Instagram, YouTube) com a presença de uma só página/conta onde os utilizadores possam acompanhar a atividade de toda a coletividade; 
  • Elaborar campanhas específicas de promoção e angariação de novos utilizadores das várias atividades da SFUAP (natação, ginástica, escola de música, etc.); 
  • Criar newsletters com as notícias da SFUAP, tanto para associados, como para promover a coletividade junto de outras entidades e órgãos de comunicação social; 
  • Promover a criação de grupos de associados ou contratar externamente serviços para a gravação em vídeo das várias atividades – atuação da Banda Filarmónica, saraus de ginástica, provas de natação, audições da escola de música, etc. – para que sejam difundidas nas redes sociais e no site da SFUAP; 
  • Criação de uma entrada na Wikipedia sobre a SFUAP e manutenção dos seus conteúdos; 

Publicidade 

  • Decorar todas as viaturas da SFUAP com publicidade que promova as diversas atividades; 
  • Distribuição de panfletos com informações sobre as atividades da SFUAP junto do público, nomeadamente em eventos e encontros; 
  • Colocar ecrãs para suporte publicitário, de dimensões idênticas às de um outdoor, na fachada da antiga sede (virada para o Largo) onde são exibidos dinamicamente conteúdos que promovam as diversas atividades da SFUAP; 

Serviços Administrativos 

  • Atualizar o software de gestão do Parque de Campismo para que possa ter uma utilização descentralizada e onde os utentes possam aceder a informação e serviços relacionados com o parque; 
  • Melhorar a utilização dos sistemas informáticos na sede para que os associados possam aceder online a informações e serviços relativos à coletividade; 
  • Definição junto dos diversos departamentos de formas de rentabilização e aproveitamento do espaço no Ginásio-Cine onde se possam realizar aulas, apresentações e aluguer de espaço a outras entidades; 
  • Promover junto dos diversos departamentos as linhas de apoios existentes para as suas áreas, nomeadamente os Programas de Apoio ao Associativismo da CMA, dando-lhes o necessário suporte burocrático e administrativo; 
  • Solicitar uma auditoria externa às contas da SFUAP; 
  • Criação do cargo de Diretor-Geral Executivo, com funções de gestão de toda a coletividade, que deverá ser ocupado por um colaborador assalariado com experiência e formação na área da gestão. O Diretor-Geral Executivo seria o elo de ligação com a direção em termos de execução das orientações emanadas por ela. 

Transparência 

  • Transmissão em direto e disponibilização em diferidos das reuniões de direção através de plataformas digitais e acessíveis apenas a associados; 

/veja mais em ::::> Renovar SFUAP

A campanha também é feita com o contato direto com os sócios da SFUAP, apresentando a equipa e as propostas. Filipe Esperança, candidato a Presidente da Direção, e Daniel Mendes, candidato a Vice-presidente Desportivo, estiveram hoje ao final da tarde à conversa com os utentes da piscina.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

Create your website at WordPress.com
Iniciar
%d bloggers like this: